Opala

As novas opalas selecionadas por Ara Vartanian são consideradas pelo designer um lote excepcional. Muito diferentes de tudo visto no mercado,com efeitos incríveis de cor, incandescência e fluorescência.“São pedras de colecionadores que transformarei em criações únicas”.

Vale conhecer a história dessa pedra. O próprio nome opala, que vem do termo sânscrito upala, significa “pedra preciosa”. Sua formação geológica apresenta o efeito conhecido como iridescência, propriedade que têm certos corpos geológicos de produzir nos olhos a impressão das cores do arco-íris. Nas Opalas este fenômeno leva o nome de jogo de cor, e é ocasionado pela estrutura não-cristalina da gema, que causa a difração da luz. Ao movermos a pedra, diversas cores aparecem no mesmo lugar, conforme a incidência de luz sobre as esferas que a formam. 

As opalas esféricas que vêm da Etiópia são conhecidas como "Mystical Opals". São raríssimas, porque ao serem lapidadas em formato de esfera há muita perda do bruto. A lapidação perfeitamente circular confere ainda mais valor. A maior da coleção de Ara Vartanian tem 21mm. O designer inclui ainda em seu lote as Opalas Rosecut, lapidação bastante rara de se encontrar em Opalas. Destas, a de maior quilatagem tem 14,84 ct. 

Lendas e mitos envolvem a Opala. Diz-se que só devemos possuir uma quando a ganhamos de alguém --neste caso, a pedra traria sorte a quem a usar; sendo, portanto, um valioso presente. O designer Ara Vartanian desenvolveu especialmente uma tonalidade de ouro rosè para suas Mystical Opals. A intenção é ressaltar ainda mais cores e brilhos.